segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Medicamento Tofacitinib para Artrite Reumatoide


Um comitê assessor da Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) pediu a aprovação de um novo tratamento para a artrite reumatóide, fabricado pela gigante farmacêutica Pfizer.

O medicamento Tofacitinib, administrado por via oral, pode oferecer um tratamento alternativo para pacientes com artrite reumatoide moderada a grave que não tenham respondido positivamente a uma ou várias terapias tradicionais, como o metotrexato, informou o comitê.
Após uma votação de oito a favor e dois contra, o painel solicitou a aprovação do medicamento apesar dos resultados mistos sobre seus efeitos em diferentes doses, bem como de alguns temores sobre sua segurança com relação ao risco de câncer, principalmente linfoma, e de infecções.
A artrite reumatoide é uma doença progressiva do sistema imunológico que causa dores devido à fraqueza e à inflamação crônica das articulações, que pode levar à deformação das mesmas e afeta 1% das pessoas nos Estados Unidos e na Europa, na maioria mulheres.
As causas exatas da doença são desconhecidas e não há cura no momento.

Segundo Herb Baraf, professor da Universidade George Washington, a segurança do Tofacitinib é muito similar à de novos tipos de fármacos, conhecidos como biológicos.
Ele "reduz a dor das articulações e sua inflamação. Melhora a sensação de bem-estar do paciente. Reduz ou erradica o esgotamento matinal", explicou à AFP.
"E em doses de 10 miligramas, mostrou reduzir a natureza destrutiva da artrite. Atrasa a progressão das mudanças anatômicas causadas pela artrite reumatoide", acrescentou.
Embora normalmente não precise seguir as recomendações do comitê assessor, a FDA costuma fazê-lo.

Por: Damien Meyer - Portal Veja Online