quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

'Lentes de contato' para dentes protegem e corrigem


Odontologistas brasileiros têm começado a usar cada vez mais uma espécie de “lentes de contacto” para dentes – são ultrafinas, de porcelana e corrigem imperfeições, manchas e lascas. Este método evita o desgaste do esmalte, pode durar até 20 anos e custa em média 560 euros por dente.
Embora a Associação Brasileira de Odontologia admita que a técnica exista há alguns anos, apenas agora é que tem sido implementada mais regularmente. Cada lente tem entre 0,2 e 0,4 milímetros de espessura e permite que se aumente o tamanho dos dentes, se estiverem demasiado separados, por exemplo.
Antes da sua aplicação é colocado um ácido no dente, para torná-lo poroso, em seguida, põe-se um cimento adesivo e um produto químico chamado silano, composto de silício e hidrogênio, que cola esse cimento na porcelana.

Segundo os dentistas, esse método é contraindicado para quem range os dentes, tem o hábito de roer as unhas ou morder objetos como pontas de caneta. Nesses casos, as facetas mais grossas são melhores. Por outro lado, quem não tiver esses hábitos, não terá de evitar o consumo de determinados alimentos ou bebidas. A porcelana tem propriedades muito parecidas com as do esmalte do dente, e pode ser até mais resistente.

Fonte: cienciahoje.pt