domingo, 3 de fevereiro de 2013

Desenvolvimento ocular: luz durante a gravidez é essencial


A exposição à luz durante a gravidez é essencial para o normal desenvolvimento dos olhos. O estudo publicado na revista “Nature” refere que estes achados proporcionam um novo conhecimento do desenvolvimento fetal do olho e das condições oculares causadas por doenças vasculares, em particular a retinopatia do prematuro que pode provocar cegueira nos bebes.

“Isto altera completamente o nosso conhecimento de como a retina se desenvolve”, revelou em comunicado de imprensa o coautor do estudo Richard Lang. Através de estudos realizados em ratinhos, os investigadores da University of California, nos EUA, identificaram as vias envolvidas na resposta à luz que controlam o número de neurônios da retina. Este processo tem efeitos na vascularização do olho e é importante na medida em que a maioria das condições oculares são doenças vasculares.

Os investigadores referem que há várias etapas do desenvolvimento ocular dos ratinhos que ocorrem após o nascimento. Assim, foi assumido que se a luz tinha um papel importante no desenvolvimento do olho, este processo apenas ocorreria após o nascimento. Contudo, este estudo apurou que a ativação de uma recém-descrita via envolvida na resposta à luz deve ocorrer durante a gravidez para que o olho se desenvolva de uma forma saudável. Foi verificado que é importante que um número suficiente de fotões penetre no corpo da mãe durante a fase avançada da gestação.

Os investigadores também ficaram surpreendidos por terem constatado que os fotões ativam uma proteína conhecida por melanopsina diretamente no feto, e não na mãe, para ajudar a iniciar o desenvolvimento normal dos vasos sanguíneos e dos neurônios da retina do olho.

Os autores do estudo referem que um dos objetivos da via envolvida na resposta à luz é suprimir o número de vasos sanguíneos que se formam na retina. Estes vasos são importantes para os neurônios da retina, os quais necessitam de elevadas quantidades de oxigênio para se formarem e funcionarem. Quando a retinopatia do prematuro ocorre nos bebes, os vasos da retina crescem sem controle. Esta contínua expansão cria uma elevada tensão no desenvolvimento do olho e em casos extremos causa cegueira.

Neste estudo, os investigadores liderados por David Copenhagen, realizaram várias experiências em ratinhos, tendo identificado os componentes específicos da via envolvida na resposta à luz, bem como a sua função. Richard Lang refere que a equipe continua a estudar o modo como a via envolvida na resposta à luz influencia a suscetibilidade dos bebes prematuros à retinopatia e também a sua associação com outras doenças oculares.

Fonte: ALERT Life Sciences Computing, S.A.