domingo, 3 de fevereiro de 2013

Governador lança programa que entrega medicamentos gratuitamente em domicílios


O governador Antonio Anastasia lançou dia 29 de janeiro, em Belo Horizonte, o Farmácia de Minas em Casa, programa que disponibiliza a entrega em domicílio de medicamentos de alto custo e um call center para tirar dúvidas dos cidadãos sobre o melhor uso dos medicamentos.

Serão beneficiados pacientes portadores de asma grave, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), dislipidemia (alterações graves de colesterol) e esclerose lateral amiotrófica. Com a iniciativa, o Governo de Minas oferece orientação, conforto e segurança à população beneficiada por medicamentos nas farmácias das regionais de saúde do Estado.

“É uma medida aparentemente simples e singela, mas que modifica muito o cotidiano da população. Vai evitar que as pessoas doentes, seus familiares ou procuradores se locomovam até a central de distribuição de medicamentos, percam tempo no trânsito, tempo na fila. Isso vai descentralizar e melhorar a qualidade de vida e dar mais dignidade a essas pessoas que enfrentam, já com muita valentia, as suas enfermidades”, afirmou Anastasia.

Durante a solenidade, o governador assinou despacho determinando à Secretaria de Estado de Saúde (SES) a inclusão, no âmbito do Farmácia de Minas em Casa, de medicamentos destinados ao tratamento do mal de Alzheimer e da doença de Parkinson. Para pacientes com o mal Alzheimer, serão disponibilizados os medicamentos Donepezila, Galantamina, Rivastigmina. Para o tratamento da doença de Parkinson, Amantadina, Entacapona, Pramipexol, Selegilina, Tolcapona e Triexifenidil. 

A meta da primeira etapa é realizar 350 atendimentos por dia, beneficiando mais de 8 mil pessoas em Minas. Estima-se que só a primeira etapa do programa reduzirá em até 40% o atendimento presencial na Superintendência Regional de Saúde de Belo Horizonte.

Inicialmente serão atendidos pacientes residentes em Belo Horizonte, Contagem e Betim e os inscritos no Programa de Medicamentos de Alto Custo. Paulatinamente, o programa será estendido para outros municípios. “É uma inovação do Governo de Minas que começa por aqui, na Região Metropolitana, mas que temos a pretensão de, até meados do ano, estudar a ampliação para outras regiões do Estado”, garantiu o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza.

O governador lembrou ainda o avanço das ações de saúde do Estado em relação às políticas de distribuição de medicamentos, com o Farmácia de Minas que, desde 2008, já recebeu investimentos de R$ 79 milhões e tem como objetivo garantir acesso da população aos medicamentos gratuitos distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

“Em 2012, lançamos mais 100 unidades do Farmácia de Minas e este ano pretendemos lançar também mais um contingente, até termos quase todas as cidades mineiras já dentro desse projeto, que tem o apoio firme dos nossos farmacêuticos”, disse o governador.

Com essa inauguração em dezembro do ano passado, ampliou-se para 555 o número de farmácias no Estado, beneficiando cerca de 10,4 milhões de pessoas. Só em 2011, em todo o Estado, foram investidos aproximadamente R$ 214 milhões nas ações do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica.

Participaram também da cerimônia de lançamento do Programa Farmácia em Casa o presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems), Mauro Guimarães Junqueira, o prefeito de Betim, Carlaile Pedrosa, além de autoridades e técnicos da Secretaria de Estado de Saúde.

Disque 155 para tirar dúvidas

O Disque 155, serviço telefônico gratuito, estará disponível a qualquer cidadão que deseje obter informações, esclarecer dúvidas sobre medicamentos ou falar com um farmacêutico. Por meio do 155, qualquer paciente pode ser orientado também sobre a documentação necessária para solicitar medicamentos de alto custo e sobre o andamento da sua solicitação. O sistema funciona de segunda a sexta-feira (exceto feriado), das 7h as 20h.
“O que estamos garantindo é que o medicamento, ao ir para a casa do cidadão, ele é novamente checado, é feito um contato de assistência farmacêutica domiciliar, é feita toda uma qualificação dessa assistência farmacêutica. Então, estamos tendo um ganho de qualidade muito grande para o cidadão, além do conforto, na questão clínica, já que a assistência farmacêutica vai se dar de forma bastante efetiva”, explicou o secretário Antônio Jorge.
Esta etapa do serviço já está implementada, tendo sido realizados, até o momento, cerca de 6 mil atendimentos nos três níveis existentes: atendente, estagiário de farmácia e farmacêutico.

Entrega domiciliar

O novo serviço gratuito, disponível para os beneficiados do Programa de Medicamentos de Alto Custo, possibilita a entrega dos medicamentos que o paciente necessita para seu tratamento, em local indicado e em horário pré-agendado.
Para a implementação desta etapa, foi necessária a construção de um almoxarifado e a contratação de empresa de moto boys. Para fazer parte do programa e receber o medicamento no domicílio, o usuário precisa assinar um termo de adesão, que pode ser solicitado por meio do Disque 155 ou na Farmácia da Regional, no bairro Santa Efigênia. Há também a busca ativa por esses pacientes feita pelo próprio call center.
Apenas os beneficiários do programa ou indicados por eles poderão receber os medicamentos e assinar os recibos, desde que sejam maiores de idade. A entrega só acontecerá mediante a apresentação de um documento de identificação oficial do paciente ou de seu responsável. Em caso de ausência do responsável pelo recebimento dos medicamentos, um novo agendamento da entrega deverá ser realizado pelo Disque 155.

Fonte: Agência Minas