domingo, 16 de junho de 2013

Máquina caseira faz cópia de gene

Jovem britânico conseguiu verificar a duplicidade de um gene no seu irmão
A história de Fred Turner, um jovem britânico, conta-se em poucas palavras. Fred Turner tem cabelo castanho, o se irmão mais novo tem o cabelo ruivo. A diferença sempre despoletou comentários jocosos na escola e para Fred Turner foram o combustível para perceber o porquê desta diferença.

Fred Turner, de 17 anos e "apaixonado por ciência", construiu, ao longo de um ano, uma máquina de análise da cadeia de polimerase com recurso a aparelhos antigos que tinha em casa, em particular um leitor de vídeos. "A ideia surgiu-me depois de ler um artigo sobre algo semelhante feito nos Estados Unidos da América", diz o jovem.
Foi assim capaz copiar os genes do irmão e enviar a amostra para análise num laboratório. Fred esfregou um cotonete no rosto do irmão Gus para recolher DNA e a seguir, com a sua máquina caseira, verificou qual a mutação genética do irmão que o leva a ter cabelo ruivo.

Especialistas consideram que o cabelo ruivo surge em pessoas que têm uma mutação genética. Os ruivos têm duas cópias de um gene receptivo que causa a mutação do gene MC1R no DNA.

A máquina funciona através da centrifugação das amostras de células. O DNA é concentrado na parte inferior de um tubo. No processo, utilizando enzimas e catalisadores, é possível amplificar o DNA e fazer cópias.

Fred Turner descreve a máquina "como uma fotocopiadora de genes. Amplifica as fibras de DNA de forma a poder ser analisado em laboratório".

A invenção levou-o a conquistar o premio de Jovem Engenheiro do Ano no Reino Unido e despertou a atenção da comunidade científica.

Fonte: Ciência Hoje