quinta-feira, 12 de março de 2015

Baixos níveis séricos de vitamina D podem ser preditores de complicações do diabetes tipo 2 (DM2)

Pessoas com diabetes frequentemente desenvolvem doença vascular. Um estudo investigou a correlação entre níveis séricos de vitamina D e risco cardiovascular (incluindo infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral), bem como em relação às complicações microvasculares (incluindo retinopatia, nefropatia, neuropatia e amputação).

Nada menos que 50% dos pacientes de um estudo observacional com 5 anos de duração apresentava baixas concentrações séricas de vitamina D, conforme indicado por uma concentração mediana dessa vitamina, da ordem de 49 nmol/L. Esses pacientes com concentrações inferiores a 50 nmol/L apresentaram uma incidência cumulativa mais alta de eventos macrovasculares e microvasculares, em comparação com aqueles pacientes com níveis séricos acima de 50 nmol/L.

Uma análise multivariada estratificada por tratamento e ajustada para interferentes relevantes identificou a concentração sérica de vitamina D como um preditor independente de eventos macrovasculares. Níveis abaixo de 50 nmol/L promoveram um aumento significativo de 23% no risco de complicações macrovasculares. Da mesma forma, o risco de complicações microvasculares também foi 18% maior nessa população de maior risco.

Os autores concluíram que baixas concentrações de vitamina D estão associadas a um risco aumentado de eventos micro e macrovasculares em pacientes com DM2, porém, a relação causal ainda não foi precisamente estabelecida.

Fonte: A Tribuna (MT) Online
Foto: www.scielo.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário