sexta-feira, 27 de março de 2015

Combinação de anticoncepcional e cigarro pode causar problemas

Uma agente de trânsito de Brasília, que pediu para não se identificar, é fumante e usa anticoncepcional. Há quase um ano, ela sofreu um derrame, mas não teve sequelas. “Eu só fumo quando estou bebendo, mas eu não falei para o médico que eu fumava. Eu não falei nada. Posso até na próxima consulta informar. Você quer saber a verdade mesmo? Eu não penso em falar porque eu não penso em parar, então ele vai me mandar parar. Por isso que eu não penso em falar.”

O médico pneumologista da Divisão de Controle do Tabagismo do Inca, Instituto Nacional do Câncer, Ricardo Meirelles, explica que o derrame sofrido pela agente de trânsito pode ter sido provocado pela combinação do cigarro com anticoncepcional. “Mulheres que fumam e usam pílula anticoncepcional têm um risco maior de ter problemas vasculares e ter até trombose. Então, tem que ter muito cuidado e ser sempre avaliada pelo seu médico. Se a mulher é fumante e usa o anticoncepcional, ela tem que parar um dos dois. De preferência, o cigarro.”

O Sistema Único de Saúde acolhe as mulheres que usam anticoncepcional e não conseguem parar de fumar. O pneumologista do Inca, Ricardo Meirelles, conta que existem mais de três mil Unidades Básicas de Saúde que oferecem tratamento de graça para quem quer interromper o vício.”Tabagismo é uma doença e existe um tratamento. Esse tratamento já está colocado na rede SUS há mais de dez anos. Então, existe várias unidades de saúde públicas no seu município que tem profissionais capacitados a prestar o tratamento do tabagismo.”

Fonte: Ministério da Saúde (Portal Brasil)
Foto: prefaciounitri.wordpress.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário