terça-feira, 3 de março de 2015

Quando os anticoncepcionais tornam-se vilões

A administração de anticoncepcionais com hormônios combinados (estrogênio e progesterona) pode ser um fator a mais para determinados problemas, mas não de forma isolada. Nas bulas dos anticoncepcionais há advertências – entre outras relevantes informações – em relação ao uso da pílula.

Existem as contraindicações absolutas, em que as mulheres não podem tomar a pílula de forma alguma, e as relativas, em que podem tomar, desde que com um acompanhamento médico para calcular possíveis efeitos colaterais. Não há como prever a compatibilidade ou a eficiência. O que normalmente acontece é a escolha de um determinado medicamento para ser observada a adaptação da paciente.

Este tipo de droga pode ser indicado, além da contracepção, para quem tem síndrome do ovário policístico ou regulagem do ciclo menstrual - no entanto, algumas mulheres utilizam-no com outras finalidades e sem acompanhamento médico, como para melhorar o aspecto da pele.


Nenhum comentário:

Postar um comentário