segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Medicamentos antipsicóticos podem levar a aumento do peso em jovens

Jovens com prescrição de medicamentos antipsicóticos devem ser monitorados para o ganho exagerado de peso; o uso de outros agentes que não a olanzapina, a clozapina, e risperidona podem ser melhores para pacientes onde a obesidade é uma preocupação pré-existente. Isso é o que revela um artigo de revisão publicado online na revista Obesity Reviews.

Pesquisadores do Reino Unido realizaram uma revisão abrangente da literatura para examinar estudos relatando a relação do peso com o uso de antipsicóticos e antidepressivos em crianças e adolescentes. Os dados foram incluídos a partir de 42 artigos publicados anteriormente.

Os pesquisadores não observaram aumento de peso com inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRSs) ou inibidores seletivos da recaptação da serotonina e  noradrenalina (IRSNs); houve alguma evidência de uma associação com a melhora do estado de peso por um tempo curto, mas que não se manteve.

Houve uma associação entre o uso de antipsicóticos e ganho de peso; a risperidona teve um efeito de ganho de peso maior do que o lítio, o divalproato de sódio, e a pimozida em estudos de comparação de drogas. O menor ganho de peso foi visto com a terapia de reposição com metformina ou topiramato.

Segundo os autores, a evidência a partir desta avaliação sugere que os [medicamentos] ISRS e IRSN geralmente não causam ganho de peso e podem, pelo menos a curto prazo, levar à perda de peso. Porém, a olanzapina, a risperidona e a clozapina levam a ganho de peso significativo nesta população de pacientes.


Fonte: Terra 

Nenhum comentário:

Postar um comentário