terça-feira, 27 de outubro de 2015

Suplementos podem causar diabetes

Estudos mostram que a ingestão de suplementos como whey protein (suplemento à base de proteína) e BCAA (suplemento de aminoácidos de cadeia ramificada) pode provocar mudanças no metabolismo da glicose e resistência à insulina, o que pode levar ao desenvolvimento de diabetes no futuro.

A suplementação alimentar se popularizou com a moda fitness, provocando um aumento no consumo de whey protein e BCAA por atletas e frequentadores de academia. Os suplementos são conhecidos por estimular a síntese proteica e favorecer a retenção de proteínas no corpo, levando ao aumento de massa muscular. As substâncias também podem aumentar a perda calórica e promover a saciedade.

O problema é que a leucina, o aminoácido responsável por todos os benefícios citados acima, também prejudica a regulação da glicose no organismo, aumentando a resistência à insulina.

Segundo um estudo realizado pelo pesquisador Christopher B. Newgard, da Universidade Duke, nos Estados Unidos, a leucina estimula a proteína mTOR, que regula a resistência à insulina e induz o ganho de massa muscular. Quando estimulada de maneira prolongada e consumida em altas doses, porém, a substância pode favorecer a resistência à insulina. Isso diminui a captação de glicose pelas células e a insulina se acumula no sangue, causando a hiperinsulinemia.


“Uma dieta rica em gordura combinada à ingestão de leucina e BCAA são fatores que aumentam essa resistência do organismo à insulina. Por isso, o mais indicado é uma dieta balanceada. A resistência à insulina afeta o pâncreas, podendo levar o organismo a desenvolver um quadro de diabetes”, explica Maria Fernanda Barca, endocrinologista da Universidade de São Paulo (USP).

De acordo com a endocrinologista, os principais sintomas da resistência à insulina são: cansaço, sensação de moleza, tonturas e sudorese, principalmente após jejuns prolongados ou após grande ingestão de carboidratos. Algumas pessoas também podem mostrar escurecimento da pele na região do pescoço, axila e virilha. Se não tratada, a resistência à insulina pode levar ao pré-diabetes e, ainda mais grave, ao diabetes que exigirá um tratamento para o resto da vida.

Jacqueline Anvers, nutricionista, explica que os suplementos podem ser consumidos desde que os adeptos da atividade física regular façam acompanhamento médico. “A maioria das pessoas que frequenta a academia não faz uma quantidade de exercícios que justifique a suplementação alimentar e acaba ingerindo uma dose muito alta dessas substâncias. Consultar um profissional para recomendar a dosagem correta é essencial para evitar problemas futuros”, explica.

Com informações de Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário