terça-feira, 17 de novembro de 2015

Tratamento anti-HIV tem resultado positivo em fase preliminar de estudo

O coquetel é feito com rilpivirina, um composto da Johnson & Johnson, e uma droga experimental da ViiV Healthcare, o cabotegravir

Uma combinação de duas drogas pode ser um novo tratamento contra a Aids. O coquetel é feito com rilpivirina, um composto da Johnson & Johnson, e uma droga experimental da ViiV Healthcare, o cabotegravir. Em estudos preliminares, o coquetel manteve níveis virais mínimos de HIV.

Com a combinação, foi possível reduzir os níveis virais de pacientes com apenas três comprimidos diários a cada quatro ou oito semanas. As duas empresas fizeram um teste clínico de 96 semanas envolvendo 309 pacientes. Segundo o Tech Times, o resultado das primeiras 32 semanas foram encorajadores.

Enquanto a rilpivirina é vendida com o nome Edurant pela unidade Janssen, da Johnson & Johnson, o cabotegravir é similar à dolutegravir, aprovada para tratamento de HIV sob o nome Tivicay, pela GlaxoSmithKline, um dos acionistas da ViiV.

Segundo a Reuters, o diretor científico da Johnson & Johnson, Paul Stoffels, disse que a empresa espera ter a combinação no mercado em 2020. A Johnson & Johnson está codesenvolvendo esta combinação com a ViiV, que foi criada em 2009 e tem a GlaxoSmithKline, a Pfizer e a Shionogi entre seus acionistas.

Além disso, um estudo mais avançado de uma segunda combinação, de rilpivirina com dolutegravir (da ViiV), já começou. As empresas estão planejando desenvolver outras combinações.

Com informações de Dikajob



Nenhum comentário:

Postar um comentário