sábado, 12 de dezembro de 2015

Cientistas japoneses desenvolvem o mais fino dos vasos sanguíneos artificiais

Pesquisadores japoneses desenvolveram o vaso sanguíneo artificial mais fino já criado até agora, e esperam que sua descoberta possa representar um avanço no campo da cirurgia ao fazer a ligação de artérias cerebrais e vasos linfáticos.

O novo vaso sanguíneo artificial tem apenas 0,6 milímetros de diâmetro e foi concebido por uma equipe do Departamento de Engenharia Biomédica do Centro Nacional Cerebral e Cardiovascular do Japão, segundo o jornal “Asahi”.

A equipe, liderada pelo professor Yasuhide Nakayama, fez uso de um processo no qual o colágeno envolve um corpo estranho quando este entra no organismo. Para obter o microvaso sanguíneo, uma haste da espessura da veia desejada foi introduzida em um rato. Depois de dois meses, quando o colágeno tinha envolvido o objeto e formado uma veia, a haste foi retirada.

Faz seis meses que o vaso foi transplantado a uma artéria e até hoje continua funcionando com total normalidade, segundo os pesquisadores. Os vasos sanguíneos artificiais disponíveis atualmente são feitos de materiais como os fluoroplásticos, que acabam sendo substituídos por material gerado pelo próprio organismo.

O problema é que com diâmetros inferiores a seis milímetros são propensos à formação de coágulos sanguíneos em seu interior. A equipe do professor Nakayama espera que suas descobertas possam permitir enxertos mais complexos em áreas sensíveis do organismo.

Com informações de Terra
Foto: exame.abril.com.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário