domingo, 31 de janeiro de 2016

Analgésicos opioides aumentam risco de depressão

Opioides e depressão

As drogas opioides - ou opiáceos - podem até gerar uma melhora de curto prazo no humor, mas seu uso a longo prazo impõe um risco de surgimento de uma depressão em pacientes que nunca apresentaram a condição.

E o longo prazo considerado nesta avaliação não é tão longo assim: mais de 30 dias de uso dos medicamentos opioides.

Os resultados mostraram que esse tempo é suficiente para gerar mudanças na neuroanatomia e baixar os níveis de testosterona, entre outras possíveis explicações biológicas para o surgimento da depressão.

"O aparecimento de uma depressão nova relacionada com os opioides está associado com a maior duração do uso, mas não com a dose. Pacientes e médicos devem estar cientes de que o uso de analgésicos opioides por mais de 30 dias impõe risco do surgimento de depressão," confirma o Dr. Jeffrey Scherrer, da Universidade de Saint Louis (EUA), membro da equipe que assina o estudo que chegou a estas conclusões.

Risco consistente

Os pesquisadores acompanharam milhares de pacientes de três programas de saúde distintos para capturar diferentes perfis fisiológicos e psicológicos. Foram monitorados 70.997 pacientes ligados à Veterans Health Administration, 13.777 associados da Baylor Scott & White Health e 22.981 pacientes doHenry Ford Health System.

Todos os pacientes considerados não haviam feito uso anterior de opiáceos, tinham idades entre 18 e 80 anos e não tinham diagnóstico de depressão quando começaram a tomar os analgésicos opioides.

12% dos pacientes do primeiro programa de saúde, 9% do segundo e 11% do terceiro desenvolveram depressão após o uso dos analgésicos opioides.

"Os resultados foram notavelmente consistentes entre os três sistemas de cuidados de saúde, mesmo que os sistemas tenham pacientes com características e demografias muito diferentes," disse Scherrer.

Com informações do Diário da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário