quarta-feira, 13 de abril de 2016

Cremes de beleza: Lipossomas não penetram a pele

Cosméticos ineficazes

Cientistas da Universidade Sul da Dinamarca afirmam ter demonstrado de uma vez por todas que os lipossomas não funcionam como veículos de transporte de agentes ativos na pele.

Várias empresas de cosméticos têm produtos que se baseiam na alegada capacidade dos lipossomas de transportar agentes nutritivos e rejuvenescedores profundamente na pele.

Os cientistas que pesquisam novos medicamentos também depositam grandes esperanças nos lipossomas. Afinal, se eles pudessem transportar agentes nutritivos através da pele, então também poderiam transportar fármacos para o corpo.

Infelizmente, o estudo mostra que os lipossomas não conseguem penetrar a barreira da pele sem se quebrar.

Só na superfície da pele

O estudo é um prosseguimento de um trabalho anterior, publicado em 2013, no qual a equipe chefiada por Jonathan Brewer e Jes Dreier mostrou que os lipossomas na verdade perdem sua carga de agentes ativos no momento em que atingem a superfície da pele.

"Desta vez usamos um novo método e, de uma vez por todas, estabelecemos que os lipossomas intactos não podem penetrar a superfície da pele. Portanto, precisamos rever a maneira como encaramos os lipossomas - especialmente na indústria de cuidados com a pele, onde os lipossomas são percebidos como esferas protetoras transportando agentes através da barreira da pele," escrevem os pesquisadores em seu artigo, publicado na revista Plos One.

A conclusão definitiva veio graças ao uso de um microscópio especial, chamado nanoscópio, para estudar a pele. Com esta técnica é possível ver diretamente as moléculas individuais e os lipossomas.

O estudo mostrou, contudo, que, quando os lipossomas atingem a pele e se rompem, os agentes ativos que eles transportam podem iniciar uma reação a partir da superfície da pele, não se perdendo completamente. Contudo, somente novos estudos comparativos dirão se isso seria diferente de uma aplicação superficial, sem os lipossomas.

Com informações do Diário da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário