terça-feira, 12 de abril de 2016

Quando o "colesterol bom" pode fazer mal ao coração

Fama injustificada

A máxima médica geralmente aceita de que níveis mais elevados do colesterol HDL - conhecido como "colesterol bom" - fazem bem à saúde foi mais uma vez contestada, agora por um estudo internacional multicêntrico.

Em um artigo publicado na revista Science, Paolo Zanoni e seus colegas demonstram que uma causa genética para o aumento do HDL pode de fato ser "mau" para a saúde do coração.

Isto ocorre quando uma mutação específica no gene que codifica uma proteína receptora na célula que se liga ao HDL impede o receptor de funcionar. A mutação causa um aumento do risco de doença cardíaca coronariana, mesmo na presença de níveis elevados de colesterol "bom".

Lado mau do bom colesterol

Vários estudos recentes vêm levantando a possibilidade de que o HDL pode não ser tão protetor contra as doenças cardíacas como os cientistas apregoam, especialmente depois de vários ensaios clínicos de medicamentos para elevar o HDL mostrarem pouco ou nenhum efeito.

"A noção sobre o HDL evoluiu recentemente para o conceito de que ele pode não proteger diretamente contra todas as doenças cardíacas. Os nossos resultados indicam que algumas das causas do aumento do HDL de fato aumentam o risco de doença cardíaca. Esta é a primeira demonstração de uma mutação genética que aumenta o HDL mas aumenta o risco de doença cardíaca," disse o professor Daniel Rader, da Universidade da Pensilvânia, membro da equipe.

Com informações do Diário da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário