Parceria Farmacêutica Curiosa e UninCor Pouso Alegre - MG

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Psoríase: novo fármaco elimina doença em cerca de 80% dos casos

Um novo fármaco, o ixekizumab, foi capaz de eliminar completamente (ou quase completamente) a psoríase em 80% dos pacientes que ingressaram em três ensaios clínicos longos e de grandes dimensões, dá conta um estudo publicado no “New England Journal of Medicine”.

“Este grupo de estudo não só demonstrou níveis elevados e consistentes de segurança e eficácia, como também a grande maioria das respostas persistiu pelo menos 60 semanas”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Kenneth Gordon.

A psoríase, que afeta três por cento da população mundial, é uma doença imune inflamatória mediada que provoca prurido pele seca, vermelha e descamativa. Esta doença está associada a um risco aumentado de depressão, doença cardíaca e diabetes, entre outras condições.

O ixekizumab neutraliza uma via do sistema imunitário conhecida por promover a psoríase.

De forma a testar a eficácia do fármaco e perceber se os benefícios ultrapassavam os riscos, os três estudos conduzidos pelos investigadores da Universidade Northwestern, nos EUA, contaram com a participação de 3.736 adultos de mais de 100 locais de estudo em 21 países.

Todos os participantes tinham psoríase moderada a grave, a qual é definida como abrangendo 10% ou mais do corpo. Os pacientes foram distribuídos aleatoriamente de forma a serem tratados com diferentes doses de ixekizumab ou de um placebo ao longo de mais de um ano.

Os investigadores constataram que após 12 semanas, 76 a 82% dos pacientes tinham a psoríase classificada como “eliminada” ou “mínima”, comparativamente com os 3% incluídos no grupo de controle.

Com base nestes resultados, os cientistas esperam que 80% dos pacientes apresentem uma taxa de resposta extremamente elevada ao ixekizumab e que cerca de 40% tenha eliminado a psoríase.

“Há cerca de 10 anos pensávamos que a eliminação completa da doença era impossível. Agora, com este fármaco, estamos a obter níveis de resposta mais elevados nunca antes vistos”, referiu Kenneth Gordon.

Os efeitos adversos associados à doença incluíram taxas relativamente mais elevadas de neutropenia, ou seja, níveis baixos de leucócitos, infecção por leveduras e doença inflamatória do intestino, comparativamente com a toma de um placebo.

Com informações de ALERT Life Sciences Computing, S.A.  

29 comentários:

  1. quando estará disponível no Brasil???

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Ah, sim.... aí eu entro no trabalho as 08:00 e quando saio já é noite. Tenho uma hora de almoço e fico no refeitório da empresa. Tanto é que sou obrigada a ingerir suplementos diários de vitamina D.

      Excluir
  3. Cassiaurbano-2007@yahoo.com.br18 de outubro de 2016 19:06

    Como posso adquirir este produto? Eu preciso com urgência.

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de compra quando chega no Brasil

    ResponderExcluir
  5. Como obter esse medicamento estou precisando com urgencia

    ResponderExcluir
  6. Eu uso uma pomada chamada MICOLAMINA que ajudou a controlar o meu problema,mas ter um medicamento eficaz como esse é maravilhoso!

    ResponderExcluir
  7. Como faço para comprar preciso urgente.

    ResponderExcluir
  8. Esse medicamento deve ser um novo biológico, então é medicação especial que deve ser pedida pelo seu médico ao Estado. Tem q preencher um documento chamado LME, esse tipo de medicamento não se encontra em farmácia comum não. Já tomei biológico e sei como é. É muito bom. Só parei de tomar pq o Estado não forneceu mais devido à crise.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Professora, os biológicos vc encontra em farmácias sim, especializada, o problema é o alto custo, em Torno de 8000 reais cada cx.

      Excluir
  9. Como consigo comprar? Preciso com urgência.

    ResponderExcluir
  10. Falam se o produto não informam se já está disponível para o uso ou apenas em fase de experimento. Favor informar onde pode ser encontrado!

    ResponderExcluir
  11. Como posso adquirir esse medicamentos

    ResponderExcluir
  12. Onde e como comprar?

    ResponderExcluir
  13. Ainda não há informações sobre a comercialização do medicamento, somente estudos. Mas assim que houver novidades eu divulgo!

    ResponderExcluir
  14. Como posso adiquirir esse produto convivo vom essa doença a 20 anos

    ResponderExcluir
  15. Que Deus abençoe todos que estão neste projeto, e que este medicamento possa chagar a todos de forma a dar uma nova vida a todos que vive com esta doença.

    ResponderExcluir
  16. Presciso muito saber onde comprar e valor!

    ResponderExcluir