quarta-feira, 16 de novembro de 2016

6 Efeitos Colaterais da Quimioterapia não esperados pelos Pacientes

Antes de iniciar a quimioterapia, a maioria dos pacientes já espera por efeitos colaterais mais comuns, como náuseas, fadiga e perda de cabelo. No entanto, a lista é bem mais longa e não está restrita apenas a esses efeitos mais comuns. A quimioterapia é um tratamento sistêmico, que afeta todo o corpo podendo provocar inúmeros efeitos colaterais.

Efeitos Colaterais Inesperados da Quimioterapia

1. Diminuição da Libido

Apesar de pouco mencionada, a diminuição da libido, ou até mesmo a perda do desejo sexual é um efeito colateral comum da quimioterapia. Nem todos os medicamentos causam a diminuição da libido, no entanto, outros tipos de tratamento, medicamentos e seus efeitos colaterais também podem causar a diminuição da libido.

Mudanças na libido também podem ser de origem psicológica, talvez motivadas pela perda de cabelo, ganho de peso e até mesmo baixa autoestima.

2. Infecções Vaginais Fúngicas

As infecções vaginais fúngicas apesar de não representarem um risco de saúde para as mulheres podem provocar irritação local. Geralmente são causadas pelos quimioterápicos quando administrados junto com os esteroides ou antibióticos durante o tratamento. Em circunstâncias normais, este tipo de infecção seria fácil de ser tratada, mas durante a quimioterapia o corpo reage de forma diferente no combate às infecções.

3. Déficit Cognitivo

É um efeito colateral do tratamento que afeta o funcionamento cognitivo, como memória e concentração. Os pacientes atingidos por este déficit relatam dificuldade de concentração, redução da atenção e alterações na memória. Estudos sobre o déficit cognitivo relacionado à quimioterapia estão em desenvolvimento, e ainda se sabe muito pouco sobre por que pode ocorrer e os riscos associados.

4. Problemas com as Unhas

As unhas também podem ser afetadas pela quimioterapia, tornando-se secas, quebradiças, descoloridas ou com sulcos. Em casos mais graves, as unhas podem até cair. Nem todos os quimioterápicos causam danos às unhas, mas os que pertencem ao grupo dos taxanos são mais propensos a causar danos.

5. Alterações do Paladar

A alteração do paladar é mais frequente quando se usa determinados quimioterápicos, como cisplatina, carboplatina, doxorubicina, gemcitabina e paclitaxel. Este efeito colateral pode dificultar a alimentação, podendo causar aversões a certos tipos de alimentos, e que pode resultar em perda de peso.

6. Refluxo

O refluxo é uma condição comum, mesmo em pessoas que não têm câncer. Ele pode ser um efeito colateral comum da quimioterapia, além de uma importante fonte de desconforto. Para aliviar este efeito colateral o médico poderá prescrever algum medicamento específico. O refluxo geralmente começa alguns dias após o início do tratamento, podendo perdurar mesmo após o término do mesmo.

Com informações de Oncoguia

Nenhum comentário:

Postar um comentário