quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Sangue na urina (hematúria)

Uma alteração na cor da urina pode ser causada por medicamentos, algo que a pessoa comeu ou por uma variedade de causas clínicas.

Sangue na urina (hematuria) causa, habitualmente, uma coloração rosa ou vermelha e deve ser avaliado imediatamente por um médico.

O que é hematúria?

Hematúria pode ser visível a olho nu (hematúria macroscópica) ou visível apenas ao microscópio (hematúria microscópica). A urina pode ter um aspecto normal em pacientes com hematúria microscópica.

Risco de hematúria

Hematúria é comum, sendo visto em 2% a 30% da população adulta. Pacientes mais idosos e fumantes apresentam taxas mais elevadas de hematúria. Fumantes também apresentam um risco aumentado de câncer geniturinário.

Causas de hematúria

A hematúria pode ser causada por uma série de motivos diferentes, como cálculos na bexiga ou renais; doença renal; infecção do trato urinário, cistite (infecção da bexiga) ou pielonefrite (infecção renal); cânceres do trato urinário (rim, bexiga, próstata); trauma, lesão ou instrumentação do trato urinário; exercícios vigorosos; hiperplasia prostática benigna (próstata aumentada) e anticoagulantes (aspirina, varfarina etc).

Hematúria pode ser confundida com alterações na coloração da urina causadas por outro fator que não sangue no trato urinário, como alimentos como beterraba, sangramento menstrual, sangue do sistema gastrointestinal ou medicamentos.

Avaliação clínica da hematúria

Caso perceba a presença de sangue na sua urina, você deve falar com seu médico. Caso contrário, a hematúria é geralmente detectada durante a avaliação de rotina sem quaisquer outros sinais ou sintomas. Por vezes, sua detecção ocorre no exame de urina com a tira reagente, que tem uma alta taxa de resultados falso-positivos. 

Devido a esse fato, todos os casos de hematúria devem ser confirmados em laboratório com a visualização de três ou mais hemácias durante o exame de microscopia da amostra.

Em geral, os médicos usam diretrizes de prática para ajudar na orientação. Atualmente, as diretrizes nacionais recomendam uma avaliação completa de todos os pacientes a partir de 35 anos de idade apresentando hematúria sem uma causa benigna óbvia. Os pacientes são geralmente encaminhados a um urologista (um cirurgião do trato urinário) e, algumas vezes, a um nefrologista (um especialista em rim) para esta avaliação.

Uma avaliação completa e em tempo da hematúria é essencial, pois atrasos no diagnóstico podem ser sérios. Sua equipe de tratamento deve coordenar uma avaliação de todo o sistema urinário. É provável que isto inclua exames de imagem do trato urinário e uma cistoscopia para ajudar a determinar a causa da hematúria.

Exames de imagem do trato urinário geralmente consistem de uma tomografia computadorizada (raio-X) ou ultrassom. O objetivo do exame de imagem é ver se existem cálculos, anormalidades renais ou tumores no trato urinário. Uma cistoscopia é um exame da bexiga usando um pequeno dispositivo tipo telescópio que entra pela uretra (o tubo pelo qual a urina sai do corpo). 

Normalmente esse exame é feito a nível ambulatorial usando anestésico local. O objetivo da cistoscopia é procurar por qualquer tumor pequeno ou achatado na mucosa de revestimento da bexiga que possa passar despercebido no exame de imagem.

Mesmo uma avaliação detalhada pode não ser capaz de determinar a causa da hematúria. Avaliações que não encontram uma causa são comuns e incentivadas. Contudo, a hematúria persiste em alguns pacientes. 

Pode ser recomendado o acompanhamento continuado com o médico de atendimento primário ou com um especialista por até três anos. Você deve falar com seu médico sobre quaisquer alterações na frequência ou gravidade da hematúria.

Com informações de Univadis

Nenhum comentário:

Postar um comentário