segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Câncer renal ganha novo tratamento

Anvisa aprova nova indicação terapêutica para o produto biológico Opdivo® (nivolumabe) indicado para tratamento de câncer renal e o registro do Medicamento Novo MEKINIST® (comprimido revestido) indicado para o tratamento de pacientes com melanoma não ressecável ou metastático com mutação BRAF V600.

Pacientes com câncer renal ganharam uma nova opção de tratamento com a aprovação de nova indicação terapêutica para o produto biológico Opdivo® (nivolumabe), pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O deferimento foi publicado no Diário Oficial da União na segunda-feira (12/12). 

A partir da  publicação, o Opdivo® também passa a ser indicado para o tratamento de carcinoma de células renais avançado após terapia prévia anti-angiogênica. 

A droga já estava aprovada para as seguintes indicações terapêuticas: 

- monoterapia para o tratamento de melanoma avançado (irressecável ou metastático); 

- tratamento de câncer de pulmão de células não pequenas (NSCLC) localmente avançado ou metastático com progressão após quimioterapia à base de platina. Pacientes com mutação EGFR ou ALK devem ter progredido após tratamento com anti-EGFR e anti-ALK antes de receber Opdivo®. 

O nivolumabe é um anticorpo monoclonal de imunoglobulina G4 (IgG4) totalmente humano que se liga ao receptor de morte programada 1 (PD-1) e bloqueia sua interação com PD-L1 e PD-L2. Opdivo® potencializa as respostas das células T, incluindo respostas antitumorais, por meio do bloqueio da ligação de PD-1 aos ligantes PD-L1 e PD-L2.  

Mekinist em comprimido revestido

A Agência aprovou também o registro do Medicamento Novo MEKINIST® (dimetilsulfóxido de trametinibe), na forma farmacêutica comprimido revestido.  

O medicamento é indicado para o tratamento de pacientes com melanoma não ressecável ou metastático com mutação BRAF V600. O melanoma cutâneo é a forma mais agressiva de todos os cânceres de pele, com aproximadamente 232.000 novos casos e aproximadamente 55.000 mortes relacionadas à doença mundialmente a cada ano.  

O novo medicamento MEKINIST® (dimetilsulfóxido de trametinibe) será fabricado pela empresa GlaxoSmithKline localizada em Parma, Itália, e a detentora do registro do medicamento no Brasil é a empresa Novartis Biociências S.A localizada em São Paulo - SP.

Com informações de Ascom/Anvisa

Nenhum comentário:

Postar um comentário