Parceria Farmacêutica Curiosa e UninCor Pouso Alegre - MG

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Nova técnica detecta metástases precocemente

Um novo dispositivo está a ser desenvolvimento com o intuito de separar as células tumorais circulantes (CTC) do sangue numa interface líquido-líquido, dá conta um estudo publicado na revista “Analytical Chemistry”.

As CTC são células que se separam do tumor principal e são transportadas no fluxo sanguíneo. Estas células cancerígenas desempenham um importante papel na disseminação de metástases do cancro. Torna-se assim crucial a detecção das mesmas numa altura inicial de forma a ser possível monitorizar a metastização da doença. 

O novo estudo que está afiliado com o Ulsan National Institute of Science And Technology (UNIST), na Coreia do Sul, consiste no desenvolvimento de uma técnica que capta, no espaço de um minuto, 95% das CTC através de um sistema que consiste num disco autônomo equipado com uma Tecnologia de Separação Assistida de Fluído (Fluid Assisted Separation Technology – FAST) que funciona como um laboratório.

O dispositivo foi inspirado em membranas de anti-incrustação com poros impregnados de líquido, sem obstruções, seletivo, altamente sensível, rápido, consegue isolar CTC viáveis no sangue sem necessitar de tratamento prévio de amostras. 

No entanto, a concentração das CTC numa amostra sanguínea é bastante reduzida, sendo que num mililitro de sangue se encontram apenas algumas dezenas de CTC, contra milhares de milhões de glóbulos brancos e vermelhos. Sendo assim as CTC são de difícil detecção. 

A detecção convencional de CTC exige métodos de pré-processamento complexos e amostras de sangue dispendiosas. O método de utilização de proteínas na superfície das CTC pode reduzir a precisão dos resultados das análises, assim como uma técnica de filtragem dessas células que poderá causar obstrução, conduzindo a uma menor eficiência na separação das mesmas.

Minji Lim, uma das autoras principais do estudo, explica que “a eficiência da separação das células sanguíneas e das CTC taxas é uma das mais elevadas do mundo”.

Adicionalmente, esta tecnologia pode ser utilizada em hospitais porque emprega equipamento pequeno e é de utilização muito simples e irá permitir um diagnóstico precoce da metastização do cancro, bem como um tratamento do cancro personalizado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário