Parceria Farmacêutica Curiosa e UninCor Pouso Alegre - MG

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Torrada queimada, consumida com muita frequência, provoca câncer

Agência britânica recomenda optar "pela cor dourada". Ameaça vem de substância que se forma em alimentos com alto teor de amido, quando são cozidos em altas temperaturas

O alerta foi dado pela agência alimentar oficial do Reino Unido e deixou os britânicos em polvorosa: torradas queimadas e batatas cozidas demais, se consumidas com muita frequência, podem provocar câncer. 

Por meio de um comunicado oficial, a Food Standards Agency (FSA) atribuiu a ameaça à acrilamida, substância que se forma em alimentos com alto teor de amido, como as batatas, o pão ou as raízes vegetais cozidos em altas temperaturas (cerca de 120º). 

“Optem pela cor dourada”, recomendou a agência britânica, provocando reações que foram do medo à incredulidade, passando pela brincadeira.

“Os testes no laboratório mostraram que a acrilamida na dieta causa câncer aos animais. Embora as provas de estudos com humanos sobre o impacto da acrilamida na dieta sejam inconclusivas, os cientistas concordam que a acrilamida na comida tem potencial de causar câncer nos humanos e que seria prudente reduzir a exposição a ela”, assegurou a FSA.

A advertência feita pelos britânicos não é a primeira. A Suécia já tinha feito esse alerta em 2002, e a Organização Mundial da Saúde e a Autoridade de Segurança Alimentar Europeia também afirmam que a acrilamida é potencialmente cancerígena. 

O aviso oficial atinge grandes expoentes da dieta britânica, como o fish and chips (peixe e batatas fritos), as torradas do café da manhã ou da hora do chá, além da carne assada de domingo, acompanhada de batatas, cenouras ou chirivias.

Hidratos de carbono e aminoácidos reagem entre si a altas temperaturas para formar um composto de cor marrom, o tostado, que agrada o paladar de muitas pessoas e que é composto de acrilamida. “O que eu mais gosto é de comer uma torrada queimada e as partes mais carbonizadas das batatas assadas. Foi um prazer conhecê-los. Valeu a pena”, escreveu no Twitter o comediante Richard K. Herring.

Com informações do Correio Braziliense 

Nenhum comentário:

Postar um comentário