terça-feira, 7 de março de 2017

Fármaco reduziu risco de diabetes de tipo 2 em 80%

Um estudo conduzido por investigadores atestou que um fármaco para perder peso, combinado com exercício físico e uma dieta apropriada, evitou o desenvolvimento de diabetes de tipo 2 em 80% de pacientes pré-diabéticos.

Para o estudo, Carel le Roux, especialista em obesidade, e colegas, do Imperial College, Londres, Inglaterra, contaram com a participação de 2.254 adultos obesos com pré-diabetes de 191 instituições de investigação, em 27 países espalhados pelo mundo.

Os participantes foram divididos em dois grupos. Os investigadores pretendiam saber se receber injeções diárias de liraglutida, combinadas com exercício físico e dieta era mais eficiente do que praticar exercício físico e seguir uma dieta apenas.

Três anos mais tarde, os investigadores observaram que os pacientes aos quais tinha sido administrada liraglutida apresentavam uma possibilidade 80% inferior de desenvolverem diabetes, em comparação com os do grupo do placebo. 

Adicionalmente, a pré-diabetes foi revertida em 60% dos participantes, tendo o índice de açúcar no sangue dos mesmos voltado a níveis normais.

Dos participantes que desenvolveram diabetes, os que tinham recebido liraglutida demoraram quase três vezes mais a desenvolver a doença do que os pacientes que receberam um placebo. A liraglutida fez perder 7% do peso corporal no grupo que tomou o fármaco, sendo que os pacientes do grupo que recebeu o placebo só perderam 2% do peso corporal.

“A liraglutida promove o emagrecimento através da ativação das áreas do cérebro que controlam o apetite e o que se come, de forma a que as pessoas se sintam cheias mais rapidamente após as refeições e que o seu consumo de comida seja reduzido. Embora o papel da liraglituda seja bem conhecido, esta foi a primeira vez que foi demonstrado que efetivamente reverte a pré-diabetes e previne a diabetes, embora com a ajuda de uma dieta e de exercício físico”, explicou Carel le Roux.

A pré-diabetes pode ser curada com dieta e exercício físico. No entanto, se desenvolver para diabetes, o tratamento torna-se bem mais complicado. A pré-diabetes e a diabetes estão fortemente associadas a problemas de saúde e pode causar a morte prematura do paciente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário